Archive for March, 2010

Mudança!

19/03/2010

Endereço Novo:

www.warum-nicht.org =)

Ainda to organizando umas coisinhas… mas já podem acessar por la. Não vou postar mais por aqui.

Beijos!

Um novo jeito de olhar

18/03/2010

Essas semanas tem tido um que de especial pra mim. Quando acordo de manha pra ir pro cursinho, quando desço no metro… sinto coisas tão esquisitas. Não é medo, não é alegria. Não sei se esse sentimento se define, mas é mais ou menos o seguinte: enquanto atravesso a passarela para o metro, vejo o rosto das pessoas, e elas me passam uma sensação indescritível. Uma soma de cansaço, desconfiança, ignorância, medo, desejo, pensamentos comuns, vontade de ascensão, conformidade.

Parece que estão todos no mesmo barco, na mesma vidinha de sempre, de ser esmagado cotidianamente no ônibus e no metro, de ter que trabalhar como segurança de loja ou secretaria de dentista sendo que nunca vão evoluir para muito alem disso. Será que são felizes?

Não é porque vivem uma vida simples que são infelizes. Mas as coisas poderiam estar melhores para todos, e parece que ninguém percebe isso. Ou se percebe, ta conformado com a vida que tem.

Não acho que ser secretaria de dentista seja algo ruim. Não é algo ruim em si, mas no Brasil é. Porque você vai ter o mesmo salário-miseria de sempre, talvez pague uma escola particular podre para os filhos, que ainda assim vão ser melhores que as publicas que existem hoje, para eles terminarem o colégio e irem trabalhar, ou talvez fazerem uma Uninove da vida achando que ela ‘é dez’ e o mercado de trabalho vai estar de portas abertas pra eles.. Vai viver dependendo do SUS, ou pagando convênios vagabundos que só sugam dinheiro e não asseguram porra nenhuma. E se reproduzir, reclamar da vida, alimentar mais bocas, que no futuro vão fazer o mesmo, a não ser que algo muito especial aconteça no meio desse ciclo vicioso, e a mente dessas pessoas clareie.

Talvez eu seja idealista demais mesmo, talvez seja por ser jovem demais, mas, do jeito que eu vejo aquelas pessoas, tão numerosas, tão poderosas, e sequer tem noção disso….

Podiam mudar tanta coisa…

É… talvez seja idealismo demais. Talvez, não…
E elas continuam com os rostos cansados.

~*~

Mudando de assunto..

Faz um tempo que estava com a idéia de comprar um domínio de novo, pra tentar por em pratica minhas idéias bloguisticas e ver se mantenho elas ate o final. Não quero mais mentir pra mim sobre não ter tempo de me dedicar ao blog… tempo agente cria. Mas não tinha onde hospedar meus sites, minhas paginas e tudo o mais… e ai um domínio resolveria tudo…

Estava com um medo imenso de investir nisso e não ter sucesso. Confesso, medo mesmo. Não gosto de dar inicio a algo e deixar mal acabado, mas resolvi arriscar! Obrigada ao Barbudo, que me ajudou a criar coragem e investiu comigo nessa empreitada!

Daqui algumas semanas, no maximo um mês, o blog muda pro endereço: www.warum-nicht.org … e o blog começa uma nova etapa (:

Quem quiser, já pode acessar o WN pelo domínio, mas vai ser redirecionado pra essa pagina por enquanto, ate eu conseguir fazer um layout pro blog e transporta-lo de vez pra la.

PS*Alguém ai pode me ajudar com o layout pro blog? Estou com um pouco de dificuldade em instalar o wordpress la, e com o css também. Se alguém se dispor, eu ficaria eternamente grata!=)

Quem ai gosta de escrever, seja sobre o que for, e quer ter um cantinho pra hospedar seu blog, pode vir falar comigo. Estou aceitando blogueiros dedicados, que postem com certa freqüência, pra se juntar ao wn.org! Só precisa saber um pouco de HTML e configurar o próprio blog, ou pelo menos ter iniciativa de aprender por conta própria, deve postar com certa freqüência e o conteúdo do blog deve ser bacana.
Aos interessados, só deixar um aviso nos comentários!

~*~

ALTO!

Diverte-se criatura!

Em baixas alturas

Com frio seco

Numa caixa fechada

Humana e amadeirada!

Fecha-se a porta

Platéia se senta

Platéia se encanta

Platéia que bate palma e dança!

Rabisca rabisca rabisca!

Com furor pensa pensa, rabisca!

E num ritmo lentamente rápido

Passam-se os dias

E o espetáculo vai chegando ao fim

Como será o final?

Março de dois mil e dez não parece março

06/03/2010

Não conseguir mais rabiscar letras não é legal…

Faz tempo que não escrevo, e isso me deixa um tanto quanto angustiada! Gosto de escrever. Mesmo que besteiras… gosto do prazer de produzir um texto, de me expressar.

Não sei como vai ser o ritmo esse ano, mas essa semana me levou a acreditar que vai ser tão corrido, mas tão corrido, que mal vou sentir o tempo passar e novembro vai chegar rapidinho. E ate la, espero não abandonar esse cantinho aqui!

Não há nada de espetacular em ficar expondo vontades, mas o que acontece nesse caso é que não quero abrir mão (novamente) de blogar. Quem me conhece sabe que blogo desde os dez anos e apesar do período pré-adolescente de avalanche sentimental e ‘achismo de maturidade’ ter passado, a vontade de escrever, não.

É isso.. é mais o desabafo de um temor, o registro e futuro lembrete de uma sensação, do que qualquer outra coisa.

Será que outras pessoas passam por isso também? De ter medo de deixar de fazer o que gostam, por mais simples que seja?

~*~

A vida (de vestibulanda) começa depois do carnaval

Sabe ‘aquela’ primeira conquista própria  que dependia de toda sua dedicação pra se tornar realidade, que você sentia na ponta do lápis, no risco da caneta no caderno? Essa conquista ai, que você constrói com palavras, idéias e conhecimento, que marca sua passagem para a vida adulta? Essa daí mesmo, escorreu por entre as mãos. O lápis, a caneta, o papel.. tudo caiu no chão. Caiu na realidade, você não conseguiu. E quem sentiu dores não foi o papel, a caneta ou o lápis… foi você.

E ai, como você não quer desistir logo de cara, e pensa que os três anos de colegial foram mais farra do que estudo, se da mais uma chance, e vai pro cursinho.

E ca estou, nessa situação. Eu e mais umas quatro mil pessoas no Tamandaré.

.

Essa semana marcou a volta aos estudos, sob uma nova realidade. Cursinho não é escola! Você não tem que fazer coisinhas pra passar de ano. Não é faculdade! Mas você já é adulto, e tem uns bares irresistivelmente perto para te seduzirem e desvirtuar o caminho do ‘bem, a verdade, e a vida!’. Pois é.

Esses sete dias corridos, não correram. Voaram! E pelo visto vai ser assim o ano inteiro. Isso é bom, anestesia a dor que sempre antecede as boas noticias (ou não.. – mas vamos pensar positivo!).

To curtindo muito! É muito puxado… rever coisas já antes vistas, tarefa todo dia… e você nem sabe se no final vai ser recompensado. É…

Mas tem pessoas novas e divertidíssimas (desde green line ate o Acre!), tem metro as seis da manha com as amigas (compartilhar dores sempre é bom), tem professores excelentes que fazem você gostar de coisas antes odiadas (matemamamama…), tem ar-condicionado pra te manter acordado (e ressecar sua garganta) e calor humano pra te aquecer, quando você tenta se enfiar na carteira (e é esmagado) =D

Enfim… não sei o que esperar. Mas assim é mais divertido, não é? Essa incerteza sobre as coisas, esses mistérios, que seduzem e pedem pra você se entregar. Então, que me entregue de corpo e alma ao cursinho! E vamos ver o que vira…

Updated: Pra terminar esse post, não poderia me esquecer de uma frase muito linda, que combina muito com esse momento de tensão e incertezas, pressa e ao mesmo tempo lentidão…

“Reze e trabalhe, fazendo de conta que esta vida é um dia de capina com sol quente, que às vezes custa muito a passar, mas sempre passa. E você ainda pode ter muito pedaço bom de alegria. Cada um tem a sua hora e a sua vez: você há de ter a sua.” Guimarães Rosa

*

ps* Dani, seu post não esta esquecido! Ainda to pensando no que escrever nele, pra ficar legal! Ta? Quando tiver postado te aviso=)