Ela

Quando penso que estou segura de mim, focada e feliz em ser eu; quando penso que todos meu sentimentos estão no lugar (assim como um quarto arrumado, uma estante organizada), acordo de novo para um pesadelo – ou sonho, não sei – em que a verdade nada mais é que não sei. Eu não sei das coisas, eu não sei de mim, não sei o que eu quero, não sei quem sou, não sei ate onde sou capaz. Só sei que sou forte, sim, isso eu tenho certeza – e talvez seja minha única e necessária.
Penso tanta coisa… desejo tantas coisas… mudanças, atitudes, e tudo o mais, mas parece tão difícil e as vezes tão distante. Talvez por ser insegura, medo de ter medo e de sofrer. Mas quem não passa por isso? Deixo a vida me levar ou levo a vida? Por que tenho tanto essa dicotomia entre feliz e triste, calma e impulsiva, coragem e medo? Será que eu sou apenas eu? Me pergunto constantemente isso… as vezes acho que não. Mas mesmo se for duas, ou três de mim… continuo sendo eu. Se faz sentido? Nenhum.

Por que kiseki?

Há muuito tempo atrás, mais precisamente no ano de 2003, eu já blogava e mantinha um site de anime. Nessa época, conheci uma amiga com a qual eu compartilhei o site de anime e também tive o blog hospedado no domínio dela. Na época, na febre dos animes, para nome do blog ela sugeriu vários nomes, e um deles foi kiseki.

Quando soube que significava ‘milagre’ em japonês, passei a gostar mais ainda. Gosto da sonoridade, da forma que é escrito, e do significado. Kiseki… milagre! Luz, coisas boas, paz, amor, vida!

17 anos, fugitiva de si mesma. Virgem com ascendente em Áries e lua em Aquário. Perdida na Paulicéia Desvairada.

Um tipo de comida? Italiana
Uma bebida?
Suco de pessego
Uma cor?
Azul
Uma estação?
Primavera
Um lugar?
Atibaia
Um talento?
Não sei.. talvez o canto.
Uma vontade?
Mudar o mundo!=P
Um passeio?
Av. Paulista
Um livro?
Metamorfose, Kafka
Um defeito?
Perfeccionismo
Uma qualidade?
Amor
Uma idade?
17
Uma flor?
Lirio
Uma pessoa?
Anita Malfatti
Um animal?
Cachorro
O que mudaria em você, fisicamente?
No momento, minha pele
O que mudaria em você, internamente?
Minha insegurança
O que gostaria de aperfeiçoar e aprender?
Escrever e aprender CSS

O que gosta de fazer? Escrever, ler, dormir, comer =P.. bom, falando sério… sinto satisfação em cantar, escrever, conhecer lugares novos e em ajudar ao próximo.

O que você mais odeia? Acho que estupidez, a ignorância e o querer-ser ignorante e passivo.. tanto no lado cultural, como nas relações entre as pessoas. Odeio quando sou ignorante, é um defeito que tento concertar.

O que você mais ama? Ver quando as pessoas se importam de verdade umas com as outras, mesmo quando não possuem relações sociais próximas ou íntimas. O simplismente importar-se pelo outro, por ele ser igual a você, humano.

A mulher de virgem:

a única mulher capaz de ser terrivelmente prática e divinamenteromântica; para ela tudo deve ter uma certa lógica e um motivo; costumagostar do sossego e não é muito afeita a aglomerações ou badalações;

Quando ela resolve se entregar a uma tarefa pode esperar que o resultado será o melhor; costuma ser devorada por ansiedades; acha que ninguém consegue fazer as coisas com tanta ordem e eficiência quanto ela; detesta quando é criticada abertamente;

Quando se trata de admitir que está errada, esta mulher parece sofrer um bloqueio mental;

Para ela não existe meio termo: ou consegue o melhor ou tem apenas o pior;

Demonstrações dramáticas de amor, promessas sentimentais e exagero, não só deixa a mulher de virgem entediada, como podem assustá-la a ponto de nunca mais aparecer.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: