Archive for the ‘Coisas’ Category

Passado, presente, futuro. Tudo mixado.

28/01/2010

Oiiiee! 😀

Sumi uns tempos, conseguir viajar! Eeeeba! Fui pra Atibaia, e depois pra Boracéia… Ótimos lugares, com ótimas pessoas! Pena que o clima (maldita chuva tão (des)necessária) não colaborou muito, mas no final ate que deu uma trégua. Deu pra curtir bem a piscina do sitio e a areia – sem ser de construção – da praia!

Perfeito!

Meu deus, como eu AMO o mar! Já estou com vontade de voltar para a praia, só pra nadar, ouvir o som das ondas, sentir o sal da água do mar…

Tenho mais um mês de férias, e saber disso já me deixa com vontade de quero-mais-não-ter-o-que-fazer . Mas… c’est la vie. Então, carpe diem, viva la vida e don’t worry, be happy…. (momento bregum-le-le, prontoparei)

No geral, minhas férias estão sendo bem legais. To dormindo MUITO, e eu ADORO isso! No resto do ano é só correria, sempre… e essa pausa de chegar a ter tédio por não ter o que fazer, depois deixa uma saudade… Enfim, fiz muitas coisinhas, e vou falar sobre algumas delas hoje.

Passa-tempos Li 1984, obra de George Orwell crítica ao governo da URSS, mais precisamente durante o período durante e pos Stalin.

Capa do livro

O livro é bem interessante, porque na época fazia uma alusão a um possível futuro do mundo (o livro foi escrito no final da década de 40 e tentava ‘prever’ a de 80) com um regime comunista opressor. Apesar do escritor ser socialista declarado, ele se contrapôs ao modelo de governo da união soviética porque o mesmo contrariava e deturpava os idéias socialistas e comunistas originais e do inicio da revolução.

O livro é muito bom porque nos leva a imaginar como seria um mundo onde a privacidade não existisse, controlado por um governo que é sustentado pela ilusão e a manipulação da historia, dos sentimentos e do pensamento das pessoas…

Para quem se interessar, escrevi mais sobre minhas opiniões acerca do livro e coloquei tudo ali na pagina Opinião – Livros 1984 George Orwell! (:

Semana passada, antes de viajar, meu amigão from heart s2 O Barbudo me emprestou o PSP dele pra jogar Pokémon Fire Red durante a viagem. Ele instalou um emulador de gameboy no psp, ai da pra jogar vários jogos da época dos gameboys. Eu tenho o Gameboy Advanced e na época em que o ganhei eu joguei a versão Crystal do Pokémon. Eu tinha nove anos. Sabem quanto tempo faz isso!? O.o

FireRed no PSP 🙂

Enfim, voltando ao assunto… passei minhas noites inteiras durante as viajens jogando Pokémon. O fire red basicamente é uma versão ‘reformulada’ da versão red.

No Zoo da Fuchsia City!

A historia do game é basicamente a mesma (há novas ligas), porem o design do jogo é parecido com o da Crystal. A tela é colorida, e houve uma reformulação nos menus, por exemplo. No geral.. bom, sabecomé. Pokémon, infância, férias, vicio. Muito bom! ^^

Safari Zone

Meus pokemons!

Vida Não paro de pensar no que vai ser fevereiro pra mim, e mal terminou janeiro.

Tantos planos! Volto pro inglês, cursinho começa dia 23 e pretendo fazer alguma outra atividade ainda não completamente escolhida. Talvez yoga ou pilates, para acalmar os ânimos, a mente e o corpo! E claro, largar o sedentarismo (S2)…. Mas, nisso tudo o que eu sinto mais falta e tenho muita vontade de voltar é para o canto.

Não sei se com outras pessoas é assim, mas sabe aquela coisa que você simplesmente ama fazer, se identifica? Não sou boa critica de mim mesma, não sei e nem quero saber se canto bem ou mal, mas eu gosto de cantar. Isso me anima, me revive, me traz vida, alegria! E se apresentar, é uma das coisas que eu mais tenho medo e mais amo! A sensação das poucas vezes (três) em que me apresentei, foi inesquecível.. frio na barriga, ansiedade, suor gelado, medo, felicidade, explosão de mil sentimentos, melhor que montanha-russa…

To prorrogando minha volta pro canto para quando eu conseguir entrar na USP. Não sei se to fazendo a coisa certa, talvez ao longo do ano eu abandone os exercícios físicos ( preguiça-ça D: ) e volte para minha paixão.

Vou tentar fazer o que me deixar mais feliz… mas ta difícil escolher o caminho.

Advertisements

Graffiti

13/01/2010

Passeando pelas ruas a pe, avenidas rodovias radiais de carro… não tem quem nunca reparasse nos desenhos na rua, nos grandes muros coloridos e talvez ate em mensagens. Que tipo de pessoas pintam aquilo? Por que pintam? O que querem expressar com isso?

Desde sua origem, o graffiti sofre preconceitos. A maioria das pessoas, inclusive ‘as autoridades’, confundem o graffiti com a pichação, o vandalismo. E, fico suspresa em ver que nessa década, mais ultimamente, essa nova arte anda ganhando notoriedade e respeito no Brasil!

Só de novembro pra ca, tomei conhecimento de três exposições que tratam do assunto. A primeira foi exclusiva sobre os artistas de rua ‘osgemeos’, que aconteceu na FAAP.

Os caras são la do Cambuci e grafitam por São Paulo inteira, e também já expuseram seu trabalho em galerias em Nova York, Milão, Paris, Tokio, Hong-Kong e Londres.

Eu gosto da conotação critica que eles colocam nas suas obras, e da forma quase infantil e delicada dos personagens, sem contar na cor ‘amarela’ deles. Impossível não reconhecer!

Foto que eu tirei de um dos grafites da dupla, na Av. Tereza Cristina.

Foto retirada na Av. Tereza Cristina, por mim 🙂

Atualmente o MASP esta com uma exposição de graffiti intitulada “DE DENTRO PARA FORA / DE FORA PARA DENTRO”, acontecendo ate o dia 5 de fevereiro.



“Onde seis grafiteiros talentosos estarão realizando a exposição, sendo eles: Zezão, Titi Freak, Stephan Doitschinoff, Ramom Martins, Daniel Melim e Carlos Dias. As obras que estão sendo expostas, interagem com o público e “conversam” entre si, dando mais asas ao que o título da exposição expressa.

A exposição traz também seis vídeos que narram a trajetória de cada artista, desde seus trabalhos pelas avenidas de São Paulo, Brasil e exterior.”

Onde: MASP – Museu de Arte de São Paulo
Local: Av. Paulista, 1578 – São Paulo/SP
Título: De dentro para fora / De fora para dentro
Quando: De 20/11/2009 até 05/02/2010
Quanto: R$15,00  / Estudante R$7,00
Horário: Das 11:00 às 18:00

Fone: (11) 3251 5644

Fonte desta informação: http://mtv.uol.com.br/rapniggaz/blog/exposi%C3%A7%C3%A3o-de-graffiti-no-masp-%E2%80%9Cde-dentro-para-fora-de-fora-para-dentro%E2%80%9D


Mas, a única que visitei ate agora foi a que aconteceu no MuBE (Museu Brasileiro da Escultura) e que terminou agora dia 10 de janeiro.

Foto do MuBE

Apesar de ter sido, na minha opinião, uma mostra muito pequena (apenas três painéis para cada artista), valeu muito a pena. Foi muito interessante ver como os artistas se expressam em uma tela, e como o fazem nas ruas. E cada detalhe no traçado dos sprays, cada detalhe das mensagens, bem interessante! Ainda mais aqueles que não estão acostumados a andar nas ruas, ou a reparar nesse tipo de talento, vale muito a pena conhecer.

E, por descuido do destino, acabei descobrindo o fotolog da grafiteira Tikka, que expos no MuBE. La no fotolog dela, tem outros links de amigos tambem grafiteiros.

Vale a pena conferir! : http://www.fotolog.com.br/tikka_noturnas/

Último do ano

30/12/2009

Fazendo um balanço geral de 2009, foi um bom ano! Não foi excelente, mas também não foi ruim. Foi bom.

Foi um ano de conquistas .

No plano interior, conquistei meu amor próprio (mesmo que nossa relação ainda seja um pouco conflituosa..haha!) , conquistei mais independência e menos medo. Conquistei mais liberdade. Antes eu tinha muito medo de andar sozinha na rua, de conversar com varias pessoas num grupo, de expor minhas idéias e agora, não tenho mais essas coisas ou tenho menos que antes.

Estou mais forte, mais confiante. Algumas pessoas são naturalmente assim, feliz consigo mesmas, ligando o foda-se pra todo mundo e fazendo o que bem entender. Eu, in(felizmente?) não consigo ser assim. Eu penso nos outros, eu penso nas pessoas e procuro sentir o que elas sentem. Não que isso seja um defeito, mas fazer isso o tempo todo é sufocante porque agente acaba se prendendo muito aos outros e esquece de si mesmo. Ser razoavelmente egoísta não é algo ruim, e nesse ano eu aprendi a ser um pouquinho, mas ainda falta muuito!

No plano material não tive muitas ambições, mas umas pouquinhas já me deixaram feliz. Consegui aprender a usar maquiagem (hahaha, aos 17 ter um pouco de vaidade não é tão mal!). Ainda detesto pintar as unhas, de vez em quando ainda tento, mas acho que não tem jeito mesmo, não gosto. Consegui domar um pouco minha orelha, pq ela adooora inflamar! Bepantol foi bem amigo nisso, da uma curada relativamente rápida na alergia de brincos. Então, comecei a usar mais brinco também… Ainda não aprendi a controlar meu cabelo, mas minha pele ta com menos acne e melhor, apesar de ainda não estar do jeito que eu gostaria (ok, eu implico demais com isso!). Mas ta bom, as coisas tão indo! Resumindo tudo, estou menos macho e mais vaidosa. Ahuehuae =D

No plano social… conheci varias pessoas que gostei muito e me inspiram admiração. Pena que não deu tempo de ficar mais próxima dessas pessoas, pq eu realmente considero-as muito! Fazer o que, ano de vestibular parece que é assim mesmo, as relações ficam mais supérfluas… Mas também foi um ano em que eu sai bastante ate! Fui no show do Iron, em duas passeatas ForaSarney, fui no teatro, viajei pra Porto Seguro e Salvador, reencontrei Brasília… e sai ate que bastante com meus amigos, isso foi muito bom! =)

No plano escolar… bom, foi um fiasco. Da pra contar nos dedos quantas tarefas de casa eu fiz. Acho que foram umas dez o ano todo. Hahaha! Ou seja, saldo quase zero de aprendizado nas matérias mais chatinhas (fis, quim, mat), mas no resto ta beleeeeeza. Esse ano eu tava muito triste, desanimada, desmotivada. Cansei já de falar sobre isso, mas as vezes sinto como se tivesse que justificar pra mim mesma o tempo todo que não deu, mesmo eu sabendo que não tinha condições mesmo de dar certo, de ter empolgação pra fazer alguma coisa. Ate porque, uma das coisas que considero mais idiota é o sistema atual da escola. Agente aprende coisas inúteis pra depois que passar no vestibular deletar tudo, e a escola acaba perdendo o papel social dela, fica algo muito mecânico e desinteressante… enfim, deixo essa critica pra depois,mas o que quero dizer é que pra alguém que já acha a escola um pe no saco e ta passando por problemas pessoais, a coisa fica mais chata ainda,e deu no que deu. Pelo menos to de férias ate fevereiro =P

No plano intelectual… esse ano fiquei bem contente de ter conseguido tempo pra ler algumas coisas que eu tava com vontade. Li Crime e Castigo, O caçador de pipasO processo, 1984 e Revolução dos Bichos. E também consegui assistir vários filmes diferentes, com um feeling mais delicado ou/e mensagens mais criticas. Bem legal! Também conheci um pouco mais da musica brasileira. Foi um ano de amadurecimento intelectual… mas ainda falta conhecer e descobrir muita coisa!

Objetivos para 2010?

1) Conseguir passar na FUVEST, melhorar minha redação e me tornar uma pessoa mais segura, confiante.

2) Conseguir fazer um esporte ao longo do ano

3) Terminar finalmente meu inglês

4) Melhorar as manchinhas da minha pele do rosto ou implicar menos com elas!

5) Ser menos tímida e mais extrovertida, sociável.

6) Conseguir ler mais

7) Passear mais com a Jessy(minha cachorra=P)

8 ) Sair pra lugares novos, ir mais em teatros, shows, exposições e museus.

E, no final de tudo, ter aproveitado cada momento e vivido intensamente mais esse ano novo ai! Que venha 2010! Feliz Ano novo pra quem fica, ou pra quem já vai viajar… e aos vestibulandos de plantão, boa FUVEST, Unicamp e demais vestibulares! 🙂

“A coisa mais triste do mundo não é alguém que perde os dedos, ou mesmo que perde a vida, mas alguém que não foi a luta, que não andou, que não percorreu um trajeto. Hoje eu sei que muito mais importante que o resultado é o caminho que agente faz.” Amyr Klink

Beijos!

13/12/2009

Vitrolinha vitrolinha minha!

Quis subir ao céu e tocar as estrelas. Inebriar em nevoas, balançar, deixa-se levar… Tocar o tempo, mentir verdades, iludir a realidade. Saudade! Saudades..! Em espanto tocou e deixou-se tocada; parou na escada, olhou por trás da parede e nada… sede,sede, muita sede e nada de água!
Em sono,sonhos! Desativo de memórias, criação de idéias e relaxando a cuca. Ahhh, traz coisas diferentes, sensações novas o tempo novo! Diz ano novo, então mudem as caras, por que não há de mudar? Mudem, mudem as caras…!
Quis escapar do passado, inovar o presente e desconhecer o futuro. Quis sair do tédio… que tédio! Cansaço do mato, de todos cavalos, do ginásio e colegial! Vida, vida, quer vida! Andar, cansar, caçar! Morrer de amor e matar!
Viver em letras, mas o vicio não deixa! Maquina chata, quente, metálica, me liberta de sua presa? Me tenta, me tenta, cedo e nada trás em troca… maquina dos homens,maldita maquina… gosto tanto de tu, metálica..e só se aproveita de mim.
Em marte o leão! Final de netuno seria mais certo dizer… mais certo, não de todo certo. Nos outros planetas criar vontade,vencer barreiras invisíveis de mim com mim mesma. Tirar pedras dos caminhos… ou, pular… que seja,desde que superar!
Escreve, mas em tinta de watts não fica muito impresso.. sabe-se la como são a coisas, não.. ? duas e vinte dois… beijos pro relógio! Escreve pra depois ler, lembrar e manter sorriso! Vá entender, vá entender… cansei desse tema,mas não canso de o reescrever.