Archive for the ‘Poemas e trecos meus’ Category

13/12/2009

Vitrolinha vitrolinha minha!

Quis subir ao céu e tocar as estrelas. Inebriar em nevoas, balançar, deixa-se levar… Tocar o tempo, mentir verdades, iludir a realidade. Saudade! Saudades..! Em espanto tocou e deixou-se tocada; parou na escada, olhou por trás da parede e nada… sede,sede, muita sede e nada de água!
Em sono,sonhos! Desativo de memórias, criação de idéias e relaxando a cuca. Ahhh, traz coisas diferentes, sensações novas o tempo novo! Diz ano novo, então mudem as caras, por que não há de mudar? Mudem, mudem as caras…!
Quis escapar do passado, inovar o presente e desconhecer o futuro. Quis sair do tédio… que tédio! Cansaço do mato, de todos cavalos, do ginásio e colegial! Vida, vida, quer vida! Andar, cansar, caçar! Morrer de amor e matar!
Viver em letras, mas o vicio não deixa! Maquina chata, quente, metálica, me liberta de sua presa? Me tenta, me tenta, cedo e nada trás em troca… maquina dos homens,maldita maquina… gosto tanto de tu, metálica..e só se aproveita de mim.
Em marte o leão! Final de netuno seria mais certo dizer… mais certo, não de todo certo. Nos outros planetas criar vontade,vencer barreiras invisíveis de mim com mim mesma. Tirar pedras dos caminhos… ou, pular… que seja,desde que superar!
Escreve, mas em tinta de watts não fica muito impresso.. sabe-se la como são a coisas, não.. ? duas e vinte dois… beijos pro relógio! Escreve pra depois ler, lembrar e manter sorriso! Vá entender, vá entender… cansei desse tema,mas não canso de o reescrever.

Advertisements

à Diego Andrade, 23/11

06/12/2009

Esse post é uma resposta ao post de 23/11 do Diego Andrade.
1ª Passeata Fora Sarney, Agosto 09

Diego, eu não diria que os jovens insistem em fechar os olhos… muitos deles já estão cegos, – como aqueles das classes mais populares desprovidos de ensino de qualidade, com condições precárias de vida e uma lavagem cerebral governamental absurda – e outros furaram os próprios olhos ao negarem a importância e interesse da política para a vida cidadã (afinal, esses que furaram os próprios olhos não dependem da maioria dos serviços públicos, como educação-saúde-transporte e logo, não sentem-se parte do país, a não ser em época de Copa do Mundo e olhe la.. )

Mas pior do que a desmotivação de alguns jovens para ingressarem ou ao menos interessarem-se pela política, é a invisibilidade daqueles que tentam fazer algo.

Ainda existem aqueles que se importam. Existem sim. Nem todos são super ativistas, porém basta um começo de senso critico e atitudes pequenas, como o voto consciente, para iniciar mudanças no país.

O que me deixa, com o perdão da palavra, puta da vida, é ver quantas pessoas interessadas, ativistas e conscientes tentam lutar contra o sistema em vão. Fui em duas passeatas fora Sarney,e apenas a primeira teve uma pequena divulgação. Já houve mais de cinco passeatas. E o povo fica sabendo? Não. Tudo neste Brasil é controlado pela mídia, e sem apoio da mídia os poucos que pensam não conseguem seguir em frente. Deprimente,mas é a realidade. Então, o que fazer? Pixar prédios do governo ou muros com frases de luta política? Se rebelar usando de violência? Nada disso dará certo se a mídia continuar mascarando.

Tudo pode ser desvirtuado, dado um novo sentido, ‘vandalismo’, ‘depredação’… Se nem a forma mais simples de ativismo, as passeatas, dão resultado…

Como continuar com a luta por um pais mais justo, se são poucos, mínimos, ínfimos aqueles que pensam e fazem algo, e ainda por cima sofrem com uma ‘censura seletiva’ da mídia? Talvez o voto consciente de toda a nação, a reestruturação da educação e dos setores de base… talvez a aparição de políticos realmente interessados em melhorar o pais e não o saldo bancário da própria família… é muito difícil. É uma questão a se pensar…

Mesmo não sabendo a resposta, o importante é compreender que não é a falta de vontade que impede o ativismo, são outras coisas… e essas sim precisam, custe o que custar, ser derrubadas.

22:15

01/10/2009

Seja você primavera ou verão
Veja, o sol nasce lindo no poente
Me dê a mão, vamos juntos lutar…

Gemidos impróprios ao público nacional

25/09/2009

Ô cara de pau!
Você e seus amigos
bebendo todas esperanças –
de um País, um povo –
Em goles ferozes e vorazes de absinto papeirado

Filhos sem mãe
palhaços do horário político
que tem o cidadão como platéia
e o voto como ingresso de seus shows

Goza! GOZA! Com prostitutas infames!
Coquetéis e reuniões prazerosas!
a política como cama!
o brasileiro expectador desse show erótico!

Mas, não obstante contudo entretanto inevitavelmente, sem a qual,
Conforme com clareza..
Lembre-se: uma hora não sobe mais;
Essa hora esta por vir.
E nem Viagra adianta, queridos.

As palavras de mel e limão

25/09/2009

Diz pra mim, Amor
que me ama…
ama, demais
E, meu bem – e não eu –
é o que quer

Diz pra mim, Amor
o sol é vívido
morrer não é a noite
no escuro estrelas brilham
para ter paz não é preciso sofrer
a vida, vale mais do que querem te fazer acreditar.

E, se por um acaso,
realmente me amar,
dispense exageradas preocupações
dispense ser todo instante mel
para ainda existir saudade e desejo